Grandes cidades mexicanas: Cidade do México e Guadalajara

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest

O México tem um grande pedaço do meu coração já era um dos meus países favoritos na América, e depois de vasculhar e conhecer mais cantos dele, só me apaixono ainda mais.

É um país tão grande quanto o Brasil, com vários locais a se conhecer tanto na parte histórica, cultural, gastronômica, como também sua natureza e praias paradisíacas. Banhado pelo mar do Caribe e pelo Oceano Pacífico. Impossível conhecer o país em uma só viagem.

Na minha última visita ao país, tive a oportunidade de conhecer duas grandes cidades: Cidade do México e Guadalajara.

Cidade do Mexico, é a capital, com quase 22 milhões de habitantes. Realmente uma grande metrópole, a maior das américas. Uma cidade que lembra muito São Paulo, porém com uma grande valorização ao seu patrimônio histórico, patriotismo da sua história, e seu respeito a todos, faz com que seja bem diferente ao Brasil, e você passa a ficar confortável e seguro em uma grande cidade. Rodeada por charmosos bairros, com Museus incríveis, incluindo o Museu de Antropologia, que está entre os 10 melhores do mundo. Esse Museu é sobre as civilizações pré-hispânicas que viveram na região, e ainda conta detalhadamente a evolução humana. Se deslumbrar com toda aquela história, sabedoria e peças encontradas de civilizações que viveram antes de Cristo, é incrível. Além de possuir um enorme espaço destinada às civilizações Astecas, que foram grandes guerreiros e os Maias, que foram grandes gênios da medicina e astronomia.

Também dou um destaque especial ao Museu de Frida Kahlo, que fica localizado em um bairro bem charmoso da capital. Local onde ela nasceu e morreu, se tornando uma grande heroína para os mexicanos, e para mim também, uma mulher que relata em suas obras todo o sofrimento, luta e valores de sua vida. E que apesar das circunstâncias, construiu um grande legado.

A cidade além de lindos museus, ainda possui um centro histórico com vários edifícios super bem conservados e uma gastronomia incrível, encontrando desde boas comidas de rua até restaurantes premiados.

A poucos quilômetros da Cidade do México, se encontra passeios lindos para se fazer de bate e volta, como às Pirâmides de Teotihuacán, uma civilização que viveu à 300 anos antes de Cristo, com um centro arqueológico incrível, e visitas a cidades vizinhas como Puebla, uma cidade muito charmosa espanhola.

Tive o prazer de assistir ao espetáculo noturno original do México, a Lucha Libre, que acontece na arena principal, e fiquei extasiada com a energia, é como os estádios de futebol brasileiros, mas o melhor de tudo fica por conta da plateia mexicana, com torcidas organizadas e dizeres muito engraçados, uma noite divertida que com certeza vale a experiência.

Depois de passar cinco dias, os quais foram pouco, impossível conhecer tudo, segui caminho para Guadalajara, outra grande metrópole, a segunda maior cidade do México, com quase 6 milhões de habitantes.

Se a Cidade do México é muito semelhante com São Paulo, Guadalajara é igual a Porto Alegre, muito parecida. É a capital do estado de Jalisco, o estado mais típico do México, é dali que surgiu os mariachis, a tequila e várias tradições fortes que eles tem muito orgulho e carregam até hoje.

Uma cidade que pulsa arte em todas as partes para onde se caminha. No centro histórico é possível encontrar esculturas, grandes edifícios com arquitetura super preservada com grandes fontes e pessoas muito hospitaleiras.

Destaque para o Museu Hospício Cabañas que abriga murais pintados de um grande artista mexicano, o Orazco, e ao Pueblo Mágico de Tlaqueplaque (pueblos mágicos são pequenos vilarejos no México que tomam esse nome por preservar a sua essência).

A partir de Guadalaja é possível fazer um passeio de bate e volta a outro pueblo mágico chamado Tequila, famoso pela grande produção da bebida mais típica do país.

Guadalajara é uma grande cidade com pequenos pueblos encantadores.

O México é um país lindíssimo, e com baixo custo para nós, pois operam com o peso mexicano, uma moeda desvalorizada em comparação ao real.

Eu, fazendo uma viagem sozinha por duas grandes cidades, e em nenhum momento me senti só, isso por causa da hospitalidade do povo mexicano, é incrível, praticamente impossível ser mal atendida. Outro detalhe importante é que o México é um dos únicos países do mundo sem restrições aos viajantes, então o mundo todo está indo para lá, tive oportunidade de fazer grandes amizades, do mundo todo, e isso me completa: histórias de pessoas que vem e vão, juntando com toda cultura e cidades incríveis.

Viajar é isso, é se libertar para o mundo, se sentir vivo e ter momentos sinceros consigo mesmo.     

Como ela dizia Frida Kahlo: “Pés para que os quero, se tenho asas para voar.”   

Compartihe:

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no pinterest
Pinterest
portrait-of-handsome-male-builder-laughing-infront-Q8N7DXV.jpg
Join our newsletter and get 20% discount
Promotion nulla vitae elit libero a pharetra augue