Hoje um lago;

Hoje um lago; amanhã um amplo espaço humanizado

Já imaginou um parque de lazer e cultural, como ponto de encontro para comunidade em um dos bairros mais movimentados de Bento Gonçalves? O Bento+20, propõe, por meio da Câmara Técnica de Mobilidade, Urbanismo e Infraestrutura (CT URB), a revitalização da área e criação do Parque Lago Progresso, atualmente conhecido como Lago Fasolo. Este projeto vem de encontro com a necessidade de o município ofertar um espaço público que possa proporcionar bem-estar à população, bem como cuidar do meio ambiente, pensando no futuro dos que ainda virão.

Sabedores do potencial da área, a CT URB viabilizou junto à Universidade de Caxias do Sul (UCS Campus Bento), através do professor André Melati, uma parceria para que alunos da disciplina “Atelier VI” do curso de Arquitetura e Urbanismo fizessem trabalhos acadêmicos na área. Foi gerado assim, excelente conteúdo que pode formar um “Termo de Referência” para futura contratação de um Concurso Público para o local.

“Sabemos que é um projeto de longo prazo, que pode ser executado em etapas, mas os primeiros passos foram dados, precisamos do engajamento do poder público e da comunidade, para que possamos juntos melhorar a qualidade de vida de nossa população, ofertando um espaço de lazer, cultura e gastronomia, em um ambiente com um potencial incrível, inclusive turístico. A partir deste engajamento de todos, será possível resolver os entraves do local junto aos órgãos competentes, e assim viabilizar possíveis parcerias público privadas para viabilização dos projetos”, explica Diego Panazzolo, Engenheiro Civil, responsável pela Câmara Técnica Urbanismo, Mobilidade Urbana e Infraestrutura do Bento+20.

Bento Gonçalves tem a oportunidade de poucas cidades brasileiras e mundiais em construir seus futuros com planejamento, declara o presidente do Bento+20, Adelgides Stefenon. “Transformar um local degradado em um parque com centros culturais, restaurantes, locais para caminhadas, para shows, humanizando todo o ambiente é de suma importância para toda coletividade, pois todos poderão utilizar as dependências para uma melhor qualidade de vida. Não é simplesmente despoluir, é humanizar e tornar um ponto turístico e cultural”, esclarece.

Para Milton Milan, Engenheiro Civil, um dos coordenadores da montagem do Bento+20 e atualmente compõe o conselho do grupo, a proposta está na etapa de ideias que serão usadas como banco de dados para um futuro projeto a ser contratado pela própria prefeitura para concretizar o Parque Lago Progresso. “Quando colocamos algo no papel, temos que imediatamente pensar em como tirar isso do papel. Portanto, a CT URB em conjunto com alunos da UCS, angariamos ideias de que tipo de obra e intervenção poderíamos fazer nesse local, para que possamos apresentar ao Poder Executivo e Legislativo, pois apenas eles podem executar essas ideias”, relata.

O Poder Público na despoluição do lago

Em 2021, a Câmara de Vereadores criou a “Frente Parlamentar em Defesa do Lago Fasolo”, presidida pelo vereador Agostinho Petroli (MDB), para auxílio na solução dos problemas de esgotamento no local, e também encaminharam ao executivo a indicação para desapropriação da área. O trabalho realizado em conjunto ganha força quando todos os poderes e a comunidade estão unidos.

O que você, cidadão, faz pela sua cidade?

Pensando na premissa de que todos tem uma parcela de responsabilidade social, o Bento+20 surgiu através da união da sociedade civil organizada com o objetivo de pensar Bento Gonçalves para o futuro. São mais de 200 pessoas envolvidas em um trabalho dividido em 12 câmaras técnicas, abrangendo as mais diversas áreas de atuação.

As diretrizes propostas no Bento+20 tem o intuito de nortear as decisões da sociedade, para que os governos realizem um trabalho contínuo, e não apenas pensado para quatro em quatro anos. Somente assim teremos uma evolução sustentável. “Temos um Masterplan, que condensa, de maneira organizada, além de um plano de Estado, um planejamento para todos os setores de nossa comunidade, redigido e disponível a todos, onde constam as diretrizes de todas as câmaras técnicas, com responsabilidades e prazos. A cada dois anos, as informações serão atualizadas, podendo haver ajustes de rumo das ações, conforme necessidade. Baseado nessas diretrizes, atuamos junto ao Poder Legislativo e Executivo para que seja uma construção conjunta”, conta Panazzolo.

O Bento+20 é composto por 27 entidade, o Poder Público via prefeito e Câmara de Vereadores, e as CTs atuando com o respaldo do Centro Empresarial de Bento Gonçalves – CIC. “De forma conjunta, pensar o amanhã em termos de inovação, educação, saúde, segurança, indústria, comércio, serviços, turismo, cultura, mobilidade, meio ambiente, desenvolvimento rural e cidadania com planos de ações que contribuirão para uma melhor qualidade de vida. A cidade, com o Bento+20 e a união de todos(as) estará se transformando no conceito de smart-city, cidade inteligente”, explica o presidente Stefenon.

Quais são os propósitos para daqui 20 anos?

 A CT URB tem por objetivo proporcionar um planejamento urbano de longo prazo visando a melhoria contínua da mobilidade urbana e da qualidade de vida da população, através de novos modais de transporte, infraestrutura adequada e novos locais para prática de esportes, cultura e lazer.

portrait-of-handsome-male-builder-laughing-infront-Q8N7DXV.jpg
Join our newsletter and get 20% discount
Promotion nulla vitae elit libero a pharetra augue